segunda-feira, 22 de março de 2010

Em um olhar na rosa...

"Algumas rosas, embora com seus espinhos, nos atraem pela sua cor viva - que é o seu vermelho - fervilha no nosso sangue, aquela paixão que conservamos com tal zelo, mas que, embora o tempo pareça ser distante como uma estrada, quanto mais próximo chegamos, mais reduzidos nos sentimos a ela, mas nem por isso, deixamos de expor a grandeza de pessoa que nós temos para oferecer a pessoa que desejamos, embora nem seja necessáriamente a presença das palavras. Essa é uma peculiar semelhança de quem admira a rosa apenas no olhar e quem vivem um amor platonico, e para não ofender, apenas finjimos, ou para não ferir, procuramos evanecer das nossas mentes feito poeira varrida, ou pétalas lançadas sobre um tapete em dia de casamento, e nos esvaziamos no esquecimento de nossa existencia... "