sexta-feira, 6 de março de 2015

Talvez seja poesia demais...

                                              Mangue Seco - Igarassu - PE (Brasil)

Cheguei ao auge dos montes
E esqueci-me do vale que me levou
Toda poesia que tinha virou museu
E as exigências eram o mercado que converteu
Minhas esperanças numa tacada
Rotuladas de uma atmosfera comprada

Talvez seja poesia demais
Talvez não tenha sentido no que digo
Mas de alguma forma ainda tenho a razão
Mesmo que digam que não há mais
Obsoleto demais, para quem não mais acredita

Estou desfazendo de coisas velhas
Uma motivação dessa nova vida
Que ilumina minha mente, meu corpo
Uma missão inteira que desvaneceu
Toda ideia partida que existiu
Quando nos separamos da fonte da vida.

Se por um momento
Eu olhar para cima
Com meus pés no chão
Seja no monte ou no vale
Compreendo a cada dia que chega
É fruto de quem gerou a vida
E faz tudo novamente
Quem sabe pode ser... pode acontecer...

22 / 09 / 2014

Nenhum comentário: